sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

UMA SEDE ATRAVÉS DE SÃO PAULO

Poema Inédito
Publicado no jornal
O Estado de S. Paulo
Caderno especial São Paulo 459 anos
H6 Especial Sexta-feira, 25/01/2013

2 comentários:

Tina Bau Couto disse...

Vim parar aqui através da indicação de uma amiga blogueira, pela nossa concordância com o post: OVER.

Já publiquei reflexões suas em meu blog (com o devido credito claro) e leio seu poemas por ai, recebo por e-mail, por pessoas que leem e se recordam de mim, acho honroso, afinal é ímpar td que li.

"...ouvinte declarado da chuva, um leitor apaixonado do sol. Quando conseguir se definir, deixará de ser poeta."
AMEI :)

Que hajam sempre jornais impressos!
Que hajam sempre livros impressos!
E que seja sempre múltiplo e vasto esse estado que foi, é e será sinônimo de cultura, história e brasilidade.
Viva a poesia que há, sobrevive e pulsa na Sampa de cifras e cimento.

Minha admiração!

Nati disse...

Se tu pudesse faria mais. Beijos