terça-feira, 29 de janeiro de 2013

DESRESPEITO VIRTUAL É REAL

Arte de Peter Blake
 
Sou contra a censura, mas deveria ter proibições contra quem faz piada sobre tragédias.
 
É de uma insensibilidade criminosa. Virou moda na web falar de tudo e de qualquer jeito.
 
Reconheço liberdade desde que seja responsabilidade. Desprezo liberdade que é inconsequência.
 
Após a tragédia em Santa Maria, circulava comentários sinistros no Facebook ou no twitter.
 
Como pode? Adolescentes - da mesma idade dos adolescentes que morreram - relacionando o incêndio a churrasco de domingo.
 
Ou reclamando que não terão Planeta Atlântida, que é injusto, já que os mortos tiveram sua festa.
 
Ou comentando que a boate Kiss era a mais quente do país.
 
Não compreendo a total falta de empatia, a total falta de solidariedade, a total falta de compaixão.
 
Como alguém pode ver centenas de caixões num Ginásio e não se emocionar e ainda chacotar?
 
São arruaceiros virtuais. Eu fechava o FB dessa pessoa, eu fechava o twitter dessa pessoa, eu proibia de usar computador até que ela aprendesse a conviver.
 
Gente sem noção, gente tirando sarro, alheio ao sofrimento de milhares de famílias.
 
Gente cuspindo no luto. Gente que só precisava ficar em silêncio e mais nada.
 
Tem assuntos que não são para rir. Tem assuntos que são para chorar.
 
Respeito é bom e eu gosto.
  
Ouça meu comentário na manhã de terça-feira (29/1) na Rádio Gaúcha, programa Gaúcha Hoje, apresentado por Antonio Carlos Macedo e Jocimar Farina:


15 comentários:

Romilda Raeder disse...

Lendo este texto e pensando nesses jovens, lembrei da cena, em um documentário na tv, em que uma manada de elefantes se depara, de repente, com a carcaça de um outro elefante, que nem era de seu bando. Colocaram-se ao redor da carcaça e a tocavam com suas trombas, emitindo sons lamuriosos. Eram animais, que prestavam seu respeito ao companheiro morto. Por isso, não concordei com uma conhecida que chamou esses jovens de 'animais'. Os animais não merecem ser ofendidos dessa forma.

maristela disse...

Isso sim é pavoroso. Como podem seres humanos pensarem e agirem dessa forma...Fico imaginando o dia em que eles serão os médicos, advogados, juízes, enfermeiros etc, etc. Acho que são verdadeiros psicopatas. Força às familiares dos meninos e meninas mortos.

Tina Bau Couto disse...

Também não compreendo, não aceito, não acho explicação.
Sinal de que não há comunicação, sintonia, entre nossos valores e a falta de valores dessas pessoas.
Que elas acordem, se curem e enquanto isso continuemos nos chocando, repudiando.

Teffi disse...

Também fiquei extremamente indignada com essa falta de respeito. Não consigo assistir uma reportagem sem chorar, enquanto esses ficam fazendo piadas sem graça.

Lar da Escriturária , Visite =)

Sutilzeas e Amenidades disse...

Perfeito!!! Me assusta o crescimento avassalador dos sem noção!

Ana Paula disse...

O silêncio precisa ser ensinado, praticado, sabatinado... ou melhor, nada disso. Precisa ser apenas silêncio.
As pessoas é que precisam aprender a sentir.
Bj

Flor de Liz disse...

Cheguei a seu blog por indicação da Ana Paula.
Estou realmente chocada com a tragédia e ainda mais com a falta de sensibilidade de algumas pessoas! Principalmente dos jovens: pessoas com a minha idade, com menos ou um pouco mais fazendo o que julgam "piadas".
Acho deplorável, pois um dia quando crianças, nos disseram que seríamos o "futuro da nação". Com tanta disseminação de hipocrisia e falta de respeito nas redes sociais, eu cada vez mais vejo que o futuro continuara sendo incerto, devido a mente pequena que algumas pessoas tem. E se depender de pessoas assim, sera um futuro cada vez pior! Tao jovens e tao cruéis! Eu nao consigo entender/aceitar! É triste demais! :(
Adorei o texto, maravilhoso. Estou seguindo seu blog.
Beijos

http://oiflordeliz.blogspot.com.br

Mariana disse...

Concordo, realmente não consigo entender como algumas pessoas conseguem fazer piada com o sofrimento alheio. É por isso que me pergunto, como pode a Zero Hora, jornal tao respeitado e lido por todos os gaúchos, publicar uma charge com tamanha ignorância, como a do Marco Aurélio, publicada no dia de hoje? Fica aqui a minha indignação com este fato! Respeito é bom, e todos nós gostamos!

Anônimo disse...

Um ser humano seria mesmo capaz disso? Infelizmente, sim. Lembro uma vez que passei " A Lista de Schindler" para meus alunos da 8a série. Muitos acharam graça dos corpos descarnados, amontoados em pilhas e mais pilhas. Riam quando os prisioneiros corriam e eram atingidos de maneira aleatória. Fiquei em choque.
Desde domingo, meu marido e eu só fazemos chorar pelas vítimas, pelos seus pais, irmãos, amigos. Não conhecíamos ninguém, nunca estivemos em santa Maria, mas temos dois filhos. Impossível não se colocar no lugar. Impossível não morrer um pouquinho aqui também.
Fica a pergunta: será que quem disse isso está só passando por uma fase de idiotice, típica de alguns (poucos, graças à Deus)adolescentes, ou será mau caratismo mesmo??? Triste...

Lílian Cesar, de Brasília

Miriam Wieczorek disse...

Estão testando os limites, vendo até onde as pessoas aceitam e apreciam a crueldade. Chamam de "humor negro" mas na verdade se trata de pura falta de respeito! Basta se colocar no lugar de qualquer pessoa próxima daqueles alunos para perceber o quanto que APENAS TOCAR nesse assunto é complicado. Imagine só fazer piada. Talvez ver pessoas aceitando esse "humor" seja um alívio para esses "piadistas": afinal, existe gente tão sem noção quanto eles.

Miriam Wieczorek

Idenilse Aparecida disse...

Olha Fabrício, causou-me indignação, também, quando meu filho me mostrou alguns dos comentários que foram feitos no Facebook. Assim que fiquei sabendo do ocorrido, publiquei em meu blog, sobre o que estava acontecendo, lamentando, óbvio. Meu filho postou no Facebook a tristeza que estava sentindo, por ver tantos jovens mortos, tantas vidas acabadas, tantas famílias destruídas, tanta dor e logo vieram os comentários contrários, até mesmo defendendo os que causaram. Isso tudo pra dizer: Fala-se muito hoje em psicologia, em não reprimir os jovens, etc.., contudo se esquecem de ensinar aos filhos: Solidariedade, fraternidade, amor e caridade. Se cada ser humano tivesse uma gotinha dessas coisas no coração o mundo seria melhor.

Alexandre P. Cervo disse...

Pois é... lastimável a atitude destas "criaturas"... elas não devem lembrar que a dor, a perda, a tragedia, a morte pode bater na porta de suas casas a qualquer hora...

Julia disse...

Fiquei assustada com a falta de respeito também. Em homenagem às vítimas de Santa Maria, escrevi e postei um texto em meu blog.
www.individualmente.wordpress.com

Luis Vinícius da Rocha Bohrz disse...

Dá um desalento mui grande, falta de fé na humanidade. Mas é isso, essa dualidade maluca acompanha a sociedade e nem é questão de maniqueísmo, é a natureza humana. É triste. Mas, aceitar nunca. Correto o MP do RS que vai investigar essas mensagens todas e tentar enquadrar como injúria ou dano moral coletivo.
Abraços efusivos!

Hanna Aikel disse...

Fabrício,sou sua leitora há anos e também acompanho o blog, mas essa é a primeira vez que me manifesto.
Suas palavras traduziram de maneira fiel meus sentimentos sobre a tragédia e a falta de respeito de certas manifestações. Sentimentos estes que eu não estava conseguindo expressar em palavras, tamanha é a minha indignação. Precisei imediatamente compartilhar texto no facebook, pois me senti "desabafada"a partir do seu desabafo.
Grande abraço e sucesso sempre.
Ana Lúcia - psicóloga de São Paulo